Notícias

Home » Notícias
04 Fev
Autor: Por DINO - https://veja.abril.com.br Categoria: Saúde e Vida Saudável Pulseira com botão de emergência permite que idosos morem sozinhos

Segundo o IBGE, o número de idosos passou dos 30 milhões em 2017. Ainda de acordo o instituto, um em cada quatro brasileiros terá mais de 65 anos em 2060. E como será a vida das pessoas na terceira idade; quem cuidará de tantos idosos? Ao contrário do que se imagina, a maioria não pensa em ir morar com os filhos, mas sim busca o chamado aging in place – envelhecer no seu próprio lar. Esse fenômeno tem relação com o fato de que tanto as famílias quanto as próprias residências estão cada vez menores e com rotinas mais atarefadas. Além disso, outro fator que pesa no envelhecer em casa: a busca por independência e autonomia, sem ter que depender de filhos ou netos nem se sentir um peso para a família.

No entanto, um grande desafio que ainda é presente na realidade brasileira é a falta de estrutura para acolher a população na terceira idade. Para que os idosos – que em 2060 serão mais de 57 milhões – tenham qualidade de vida, é preciso uma conscientização popular sobre as necessidades, dificuldades e desejos dos mais velhos. Conforme apontam estudos, essa qualidade de vida se dá justamente através de dois pontos chave: possuir uma rotina ativa e morar no seu próprio lar.

 

Mas como garantir que avós e bisavós tenham saúde e segurança já que desejam viver sozinhos? As soluções que costumavam ser utilizadas geralmente consistiam em formas de monitorar e cuidar do idoso de maneira invasiva: com a internação em Instituições de Longa Permanência (ILPIs) ou contratando cuidadores, que frequentemente são vistos pelos idosos como pessoas estranhas impostas em seus lares. Uma alternativa que busca eliminar essas inconveniências sem deixar os mais velhos desamparados é a chamada teleassistência, tecnologia que já existe há décadas nos Estados Unidos e na Europa.

Teleassistência: a pulseira com botão de emergência para idosos

 

Através de um botão de emergência (também conhecido como botão SOS), o idoso pode solicitar ajuda em caso de emergências e acidentes – por exemplo, queda ou mal súbito – de forma rápida e fácil. Esse sistema funciona através de uma pulseira ou pingente, portanto, está sempre perto do idoso, proporcionando tranquilidade e segurança. A grande maioria dos modelos, inclusive, é à prova de água, permitindo que o idoso utilize a tecnologia até mesmo no banho.

Dessa forma, é possível que o idoso consiga manter sua autonomia e independência e, ao mesmo tempo, se sinta seguro pois conseguirá solicitar ajuda em caso de emergências. Por isso, a tendência é que essa solução seja cada vez mais adotada no Brasil, especialmente porque os idosos estão mais e mais acostumados com a tecnologia no dia a dia.

Empresa pioneira no país lança serviço de atendimento completo

De olho nesse fenômeno social e na necessidade crescente por uma ferramenta que una praticidade, segurança e tranquilidade para os idosos que desejam envelhecer em seus lares, a empresa Tecnosenior lançou no início de 2019 o seu serviço de teleassistência, chamado Vidafone. No mercado há mais de 7 anos, a empresa começou como importadora e fornecedora de aparelhos de teleassistência e de emergência pessoal. No entanto, a demanda por um serviço completo e de qualidade fez com que a Tecnosenior voltasse seu foco para os idosos e seus familiares.

O serviço do Vidafone conta com a pulseira com botão de emergência para idosos que, ao ser pressionado, realiza uma chamada para uma Central de Atendimento disponível 24 horas por dia, sete dias por semana. Assim, a comunicação entre os atendentes e o idoso se dá pelo console que acompanha o Vidafone e se conecta à uma linha de telefone fixo. Dessa forma, os atendentes conseguem falar com o idoso, identificar qual é a emergência e, imediatamente, colocar em ação o chamado plano de ação – que pode incluir ligar para familiares, avisar vizinhos ou mesmo contatar um serviço de remoção que o idoso já possua.

Além desse módulo, o Vidafone conta também com um dispositivo voltado para idosos que têm vida ativa, saem muito de seus lares e querem levar essa segurança consigo. A modalidade Vidafone Móvel conta com um dispositivo que é três em um: botão SOS, rastreador/localizador GPS e telefone para idosos. Com ele, é possível ligar para a Central de Atendimento ao pressionar o botão SOS; os familiares também podem receber a localização do idoso em seus celulares, através de SMS, e ligar para o dispositivo, que atenderá as chamadas automaticamente.

Para saber mais sobre o serviço Vidafone, você pode ligar para o número 51 3018-6950, enviar uma mensagem por WhatsApp para 51 99998-0257 ou mandar um e-mail para contato@tecnosenior.com.br.

Website: https://tecnosenior.com

Voltar à página inicial