Notícias

Home » Notícias
12 Mar
Autor: Patricia de Paula - https://oglobo.globo.com Categoria: Saúde e Vida Saudável De cursos de graduação a sapateado, atividades para a terceira idade se diversificam

RIO — Eles já trabalharam, viajaram, casaram-se, criaram filhos, netos, bisnetos... Agora, na flor da idade, continuam produtivos e com muita disposição para aprender. Que o diga Adelaide Pereira de Mello, de 86 anos. Três vezes por semana ela é presença garantida nas atividades oferecidas na Casa do Bosque, no condomínio Bosque do Itanhangá. Na aula de musicoterapia, que a equipe de reportagem acompanhou, é uma das mais animadas e participativas.

 

— Além de fazer amigos, eu mantenho a mente trabalhando sempre — conta ela, que também faz oficina de cognição (para trabalhar atenção, memória e raciocínio) e uma atividade chamada costurando histórias, um levantamento autobiográfico a partir de fotos de momentos marcantes de sua história.

 

Do Itanhangá às Vargens, passando por Barra e Jacarepaguá, não faltam novas opções para o público da terceira idade. Na Casa do Bosque, que funciona há cerca de um ano, as atividades eram oferecidas apenas em meio período (das 13h30m às 17h30m). Desde janeiro, porém, há as opções de período integral (das 8h30m às 17h30m) e residência.

 

— Acreditamos que se aposentar não significa ficar dentro de um aposento fazendo tricô. Por isso buscamos oferecer uma gama de atividades para manter os indivíduos produtivos, melhorando sua qualidade de vida e possibilitando que assumam o protagonismo de suas vidas — diz Patrícia Elman, que fundou o espaço de convivência com a cunhada, Sônia Elman.

 

No amplo casarão, uma equipe com fonoaudiólogo, fisioterapeuta, psicóloga, assistente social, médica, nutricionista, enfermeira, terapeuta ocupacional e cozinheiras está a postos para atender desde os residentes — que, atualmente, são três, aos que optam pelos serviços avulsos, que têm valores a partir de R$ 170 por dia.

 

 Chá e artes. Catia Gopfert, do Espaço Nutri Luz: encontros que trabalham diferentes habilidades numa área cercada de verde Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo

 

O Espaço Nutri Luz, um recanto bucólico em Vargem Grande, também tem novidade para a terceira idade. Este mês terá início o “Tarde com quem quer ir mais tarde”, projeto com o objetivo de trabalhar diferentes habilidades e regado a um delicioso chá da tarde. Os encontros serão toda segunda sexta-feira do mês, ao preço de R$ 150.

 

— Os participantes vão aprender a lidar com as nuances que aparecem com a idade. Porque surgem, sim, limitações, mas elas fazem parte da nossa vida, não pode ser diferente. Tenho 61 anos e sei bem disso — diz a idealizadora, Catia Gopfert.

 

Entre as atividades estão meditação, jardinagem, jogos que trabalham a memória, artesanato, narração de histórias, rodas de conversa e oficinas de culinária.

 

— É uma maneira simples de fazer com que os idosos se sintam úteis e produtivos — explica.

 

O objetivo é não perder o ritmo

Levar o público da terceira idade para a universidade é a proposta do programa Unisuam 50+, que vai oferecer disciplinas avulsas de graduação para pessoas acima de 50 anos nas unidades de Jacarepaguá, Campo Grande, Bangu e Bonsucesso.

 

Na universidade. Rose Sobral, da Unisuam: idosos também na graduação Foto: Bruno Kaiuca / Agência O Globo

 

— O projeto está dentro do programa da Universidade Aberta à Terceira Idade da Unisuam, que completa dez anos em maio. É uma maneira de motivar as pessoas e dizer para elas que a vida continua — explica Rose Cristina Sobral, coordenadora da UnaTi.

 

Fotografia, Suporte Básico de Vida, Educação Alimentar e Nutricional, Técnica de Maquiagem, Liderança de Equipe, Fundamentos da Logística, Métodos Visuais e Perspectiva, Planejamento e Orçamento de Obras, Empreendedorismo e Parasitologia são algumas das cadeiras disponíveis. Todas já fazem parte da grade curricular de cursos de nível superior que a universidade oferece. Ou seja: os idosos que se inscreverem terão aulas junto com os demais alunos da graduação.

 

— Acreditamos que essa experiência vai possibilitar uma troca incrível. Assim como os jovens vão aprender com os mais velhos, os mais velhos terão muito o que aprender com os mais jovens — diz Rose.

 

As inscrições para as aulas de graduação estarão abertas até sábado. O estudante pagará R$ 120 mensalmente por uma disciplina e terá direito a participar de duas atividades da UnaTi, como aulas de dança, espanhol e as oficinas Exercitando a Memória, Leitura e Interpretação, Inclusão Digital e Alimentação Saudável. Ele também poderá se inscrever em projetos complementares, como palestras, seminários, workshops e ações sociais.

 

Dance sem parar. Alunas das aulas de dança criativa do Studio Betina Guelmann Foto: Brenno Carvalho / Agência O Globo

 

Para esta faixa etária, tão importante quanto exercitar a mente é movimentar o corpo , e a bailarina Betina Guelmann resolveu dar uma mãozinha. O estúdio de dança que leva seu nome funciona há 27 anos na Barra, e, em 2018, começou a abrir turmas especialmente para a terceira idade. Com a boa recepção da aula batizada de Dança Criativa, nas quais são trabalhados vários ritmos, Betina se animou a lançar, no mês passado, mais uma alternativa para este público: sapateado.

 

 

 

— Foi muito gratificante descobrir quanto um corpo bem estimulado pode se desenvolver — diz Betina. — E estas meninas, como eu as chamo, desenvolveram-se enormemente. A dança lhes trouxe agilidade, melhora da memória, estímulo à criatividade e acesso a partes do corpo adormecidas.

 

Coordenadora do estúdio e professora de sapateado, Michelle Ribeiro acrescenta que a dança melhora ritmo, coordenação motora, equilíbrio, lateralidade e flexibilidade. E que a resposta que as alunas dão é imediata. Detalhe: a mais nova do grupo tem 70 anos.

 

— Tudo o que propomos durante as aulas, elas pegam e transformam de uma maneira tão maravilhosa que chega a emocionar. É mágico ver cada uma desenvolvendo suas potencialidades, cada uma dentro do seu tempo, do seu ritmo, do seu jeito — conta Michelle.

 

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER  ( OGlobo_Bairros )

 

Voltar à página inicial